O exercício é um desafio aos sistemas corporais. Exige ajustes na frequência cardíaca, pressão arterial e fluxo sanguíneo (direcionado aos músculos envolvidos no movimento). Estes ajustes são regulados pelos sistemas nervoso e endócrino, responsáveis por estímulos e liberação de hormônios envolvidos no processo. A exigência continuada gerada pelos exercícios provoca adaptações crônicas, que geralmente levam a uma melhora do quadro geral de saúde. É importante enfatizar exigência “continuada” como deflagradora de todo esse processo.

Qualquer adaptação, como o ganho de força ou aptidão cardiorrespiratória, regride com a não manutenção da prática continuada de exercícios. A regressão se intensifica a partir de 72 horas após a prática. Ora, qualquer que seja o exercício, se praticado apenas a cada final de semana não levará à manutenção ou incremento da aptidão física, independentemente da intensidade com que é praticado. Além disso, é importante saber que a prática de atividade física requer alguns cuidados, como uma avaliação prévia, conhecimento do histórico do indivíduo, se este possui fatores de risco como diabetes, hipertensão, cardiopatias etc.

Partindo desses pressupostos, o que esperar da prática esportiva do atleta de final de semana? Estamos falando daquele que nunca exige do organismo, está sempre sedentário a semana inteira. Nessa condição, o baba ou exercício de final de semana são desafios e tanto! É de se esperar, como acontece, uma grande a incidência de lesões nesta prática (fraturas, luxações, estiramentos e distensões, dentre outros). Isso quando não há um problema maior. As clínicas de ortopedia agradecem, pois têm seu movimento aumentado após os finais de semana. Vale tudo para fazer o gol, buscar aquela bola, dar um drible “fabuloso” ou mesmo suar em uma corrida desenfreada.

Para aqueles que não querem deixar esta prática, vão aqui algumas dicas.

-Faça avaliação geral periódica, com cardiologista e professor de educação física, pra conhecer seu nível de aptidão e estabelecer as atividades a serem praticadas.

-Planeje seu tempo e aumente a atividade durante a semana, indo a pé ao trabalho ou dando uma caminhada no final do dia.

– Antes do futebol faça um alongamento e pequeno aquecimento, aumentando a temperatura, diminuindo a viscosidade e aumentando a viscoelasticidade muscular. Prepare o sistema cardiovascular para o incremento do esforço, minimizando as dificuldades para que seu organismo se ajuste às condições do jogo ou exercício;

-Se vai praticar atividade física no sol use roupas leves e filtro solar, se hidratando no dia anterior.

-Não consuma bebidas alcoólicas ou comidas de difícil digestão antes de participar de qualquer atividade;

-Comece a prática devagar e depois aumente a intensidade. Respeite seus limites;

O mais interessante, entretanto, é adotar a atividade frequente, planejada, baba

com a orientação de profissionais da área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *